Meu Perfil
BRASIL, Sul, Mulher, Portuguese, Arte e cultura, Animais



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 Taninha no Orkut
 Fernando Pessoa
 Blog do Viegas
 Fátima Venutti
 Ana Paula Russi
 Blog de Dalva Day
 Bar Kriado - bons tempos!
 Revista Pobres & Nojentas
 HQs
 Comportamento Saudável
 SEB
 Poemas de Lac
 Monitorando - Jornalismo
 Sala de Noticias
 Madredeus Brasil
 Ademir Assunção Poeta
 Chales Steuck
 Descoisando
 Blog do Stocker
 Escrita de Si, blog da Carla Fernanda
 Rosetas & Espinhos, blog do Gregory Haertel
 Giovanni Ramos
 Fábio Ricardo
 Escambau
 Historianos
 Grafias de Luz
 Nane Pereira


 
Espontânias


CANÇÃO AMIGA

 

(Drummond de Andrade)

 

Eu preparo uma canção
em que minha mãe se reconheça,
todas as mães se reconheçam,
e que fale como dois olhos.

Caminho por uma rua
que passa em muitos países.
Se não me vêem, eu vejo
e saúdo velhos amigos.

Eu distribuo um segredo
como quem ama ou sorri.
No jeito mais natural
dois carinhos se procuram.

Minha vida, nossas vidas
formam um só diamante.
Aprendi novas palavras
e tornei outras mais belas.

Eu preparo uma canção
que faça acordar os homens
e adormecer as crianças.



Escrito por Tânia Rodrigues às 14h46
[] []



Humildade

(Cora Coralina)

Senhor, fazei com que eu aceite
minha pobreza tal como sempre foi.

Que não sinta o que não tenho.
Não lamente o que podia ter
e se perdeu por caminhos errados
e nunca mais voltou.

Daí, Senhor, que minha humildade
seja como a chuva desejada
caindo mansa,
longa noite escura,
numa terra sedenta
e num telhado velho.

Que eu possa agradecer a Vós,
minha cama estreita,
minhas coisinhas pobres,
minha casa de chão,
pedras e tábuas remontadas.
E ter sempre um feixe de lenha
debaixo do meu fogão de taipa,
e acender, eu mesma,
o fogo alegre da minha casa
na manhã de um novo dia que começa.



Escrito por Tânia Rodrigues às 14h33
[] []





Escrito por Tânia Rodrigues às 14h30
[] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]